Guardando a ordem. Ou guardando o riso?

Manter a ordem, gerar respeito, trazer segurança, guardar a vida, o patrimônio, a cultura. Não seria para isso que as Guardas servem? Pelo menos eu pensaria que sim. Mas esse último item parece prevalecer sobre todos os outros em alguns casos. E, assim, observar o trabalho desses Guardas, em determinados lugares do mundo, chega a ser programa turístico.

Guarda Nacional

Acontece em Londres, no Vaticano, em Lima, em Seul, em palácios de todo o mundo. E todo mundo para o que estiver fazendo para ver. Em Atenas não é diferente.

Diferente mesmo, eu diria até surpreendente, são os figurinos. Veja o caso dos gregos: uma calça collant branca por baixo de uma espécie de vestido de tecido leve e pregueado, com saia e mangas bem soltas e rodadas. Uma boina e um longo rabo, que desce pelo rosto até a altura do peito. Este combinando bem com o rabinho atrás de cada joelho. Para completar a indumentária, no alto de cada tamanco nos pés, um pompom preto.

A primeira vez que nos deparamos com a figura foi em frente à Casa Presidencial e, apesar do pompom e do rabinho atrás dos joelhos fazerem presença, o restante do figurino até poderia passar batido, mais marrom e respeitoso.

Mas, calma, não ria ainda. Porque se você ligar o vídeo agora, vai ganhar, totalmente de graça, alguns minutinhos de um ballet incrivelmente coreografado somente para a Guarda Nacional da Grécia. É exclusivo e inacreditável!

Mas nós ainda não sabíamos o que estava por vir. Se um guarda já fez esse efeito todo, imagine três?

E agora imagine um batalhão!

A troca da guarda em frente ao Parlamento, aos pés do Monumento ao Soldado Desconhecido, é um verdadeiro evento. Acontece aos domingos, às 11 da manhã, e simplesmente para toda a Praça de Syntagma, com turistas se acotovelando para ver, ônibus e mais ônibus de excursões, esquema de segurança e até policial gritando para os turistas ficarem espertos com os pertences por causa dos pickpockets. Estranho, não? Um evento com tantos guardas ter tantos problemas de segurança…

E então eles vêm, em batalhão, com banda tocando e muita pompa e circunstância para fazerem a troca da guarda: substituírem os dois guardinhas que lá estavam por outros novos guardinhas.

A passada larga, os pompoms, os giros e piruetas, o espetáculo todo… Não me parece muito “guardar a ordem e a integridade” de alguma coisa não. Mas a cultura do lugar e a diversão dos turistas, estas sim, estão guardadinhas, na memória e nos vídeos da cena inesquecível.

Figuras do mundo
Se o mundo é esse grande espetáculo por descortinar, certamente, a cada ato, a cada cena, inúmeros personagens hão de aparecer. E quanto mais majestoso é o enredo, quanto mais delicada e complexa é a misancene (aportuguesando a expressão mise en scéne – encenação), mais figurantes são necessários. E a gente não pode negar que o mundo está cheio deles. Figuras estranhas, divertidas, diferentes ou totalmente típicas. Muitas vezes nem sabemos ao certo o que estão fazendo lá. Mas com certeza, sem elas, a composição da cena jamais seria a mesma.
Anúncios

4 comentários Adicione o seu

  1. Carolina Cotta disse:

    Voltou a escrever, hein?
    Pois continue…

    E não se esqueça da Bolivia e do Peru. Quero todas as dicas, amiga.

    1. Luísa Rennó disse:

      Ei Carolzinha! Voltei a escrever! Gostou? Agora não posso mais parar… Pode deixar que ainda vamos para Bolívia e Peru, com certeza, antes mesmo do que vc imagina! Beijos

  2. disse:

    Seria meu post preferido, se eu não tivesse meu próprio post aqui! Divertidíssimo!

    1. Luísa Rennó disse:

      Que bom, Jô! Tenho váaaarias “figuras do mundo” para descrever ainda! risos. Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s