Santa Irene, alva sob o sol

A primeira vez que eu vi Santorini, branca era a cor que pairava. O dia estava apenas nascendo. Mas a história já ia longe no tempo(A). O vilarejo parecia debruçado sobre um beiral, à nossa espera. Como uma namoradeira, que espera e suspira na janela – referência mineira como nós somos. A sensação, no silêncio…

No encalço do Sol

Sentadinhos no banco do ponto de ônibus, nós estávamos. À nossa volta, pouca coisa: atrás umas pousadas cujos fundos eram pequenos ancoradouros, muitos barcos e mar, à frente a estrada, do outro lado dela, uma casa com parreiras tão fartas e uvas tão perfeitas sobre a garagem que cheguei a imaginar se não seriam falsas,…