Em Cuba

Quando em Cuba, não perca o mar de vista. É fácil, tem sempre um malecón, esse passeio, com uma mureta bem rente à água, para ajudar. É lá que o povo para pra sonhar com o que tem do outro lado. Quando em Cuba, não perca a terra de vista. É fácil, tem sempre construções…

Santa Irene, alva sob o sol

A primeira vez que eu vi Santorini, branca era a cor que pairava. O dia estava apenas nascendo. Mas a história já ia longe no tempo(A). O vilarejo parecia debruçado sobre um beiral, à nossa espera. Como uma namoradeira, que espera e suspira na janela – referência mineira como nós somos. A sensação, no silêncio…

No encalço do Sol

Sentadinhos no banco do ponto de ônibus, nós estávamos. À nossa volta, pouca coisa: atrás umas pousadas cujos fundos eram pequenos ancoradouros, muitos barcos e mar, à frente a estrada, do outro lado dela, uma casa com parreiras tão fartas e uvas tão perfeitas sobre a garagem que cheguei a imaginar se não seriam falsas,…

Um pouco mais sobre céu, terra e mar

“Na era romana, as ilhas Jônicas foram o primeiro local de veraneio do país,” diz o Guia Visual que nos acompanha. E deve continuar sendo. Isso explica porque naquele ônibus entre Atenas e Lefkas só encontramos gregos e apenas um casal de franceses, pelo visto acostumados com esse trajeto há muitos verões. Acredito que a…

As OUTRAS ilhas gregas

Antes de contar a história das Ilhas Jônicas nesta viagem por céu, terra e mar, eu preciso antes colocar um pouquinho de contexto. Como meus amigos mais próximos dizem, minha frase é “Deixa eu explicar!”. Então, peço que, neste momento, você me dê a mão e entraremos em flashback: a tela de repente fica esfumaçada…